A SRUP História
 
  A Sociedade Recreativa União Pragalense é uma Associação de Cultura, Recreio, Desporto e Lazer filiada na Confederação Portuguesa das Colectividades (CPCCRD); hoje, a SRUP é uma das mais antigas colectividades do panorama associativo almadense, juntando-se assim a um excelente lote de associações centenárias. É a associação mais antiga da Freguesia do Pragal.

Fundada em 2 de Julho de 1919, tem como sócios fundadores António Duarte, António Filipe, Domingos Martins, Joaquim Espirito-Santo, João Foz, Joaquim Foz, Joaquim Louro e Manuel Manco.

Na época, existia no Pragal um grupo musical denominado “Os Fixes”, que vai ser o principal responsável pela ideia de se criar uma associação de índole cultural e recreativa. Esse grupo chegou a ter alguma dimensão e naturalmente, a necessidade de ter um espaço maior que lhe permitisse ensaiar com melhores condições foi o impulso necessário para despoletar o sonho; nasce assim a ideia de uma Colectividade com características culturais e de recreio, à qual se deu o nome de Sociedade Recreativa União Pragalense e o tal grupo passa a denominar-se de "Solidó".

A primeira sede da Sociedade Pragalense é então instalada na Rua Fernão Mendes Pinto, nº 26; mais tarde, a necessidade de melhores condições leva a SRUP para a Rua da Ermida, nº 8, para uma casa alugada ao Sr. José Manuel Duarte Dinis – José das Faustas (a existência da SRUP neste local foi bastante atribulada, tendo como protagonistas o senhorio e as diversas Direcções da SRUP).

Nestas novas instalações, é então possível desenvolver as actividades sonhadas por todos e especialmente pelos fundadores e para as quais a Colectividade estava vocacionada; foi então possível criar um grupo de teatro e outros eventos organizados tais como os bailes associativos, variedades e colóquios culturais; pôde-se pensar enfim que a cultura começava a estar à mercê dos pragalenses.

Em 1948 é então inaugurada a Biblioteca da Sociedade Recreativa União Pragalense, ponto de arranque para uma nova faceta: a formação pessoal e a alfabetização dos seus associados. Neste espaço chegaram a ser leccionadas aulas de Esperanto, uma linguagem universal, que começou a ser ensinada clandestinamente a quem era politicamente mais esclarecido.

O espírito empreendedor dos pragalenses e não só pragalenses, faz com que em 1954 seja criada um grupo de sócios denominado “Comissão Pró – Sede”, cujo objectivo é o de serem criadas condições materiais para a construção duma nova sede social. É então, fruto do trabalho desta comissão, que se compra um lote de terreno ao Dr. Carlos da Maia, lote esse que custou 100 contos e é pago a prestações de mil escudos por mês (5 euros nos dias de hoje).

Ao fim de alguns anos, mais concretamente em 1960, é lançada a primeira pedra da nova sede, que demora sete anos a construir. A sua construção mobiliza os associados da colectividade e a população em geral; só assim foi possível a construção dum edifício, que ainda hoje é o ex-líbris do Pragal e das suas gentes na principal artéria da freguesia, hoje denominada Rua da Sociedade Recreativa União Pragalense. Esta obra mostrou então e testemunha hoje a força de um povo que sabe o que quer e que realiza obra.

A SRUP teve sempre uma ligação muito próxima a grupos musicais e de teatro, assim como a Bibliotecas (como já foi referido) mas a partir de meados dos anos 70 as necessidades da população, principalmente a mais jovem, centram-se na actividade desportiva. Este facto novo faz com que a colectividade, mantendo o espírito da sua génese tente abordar as lacunas das suas gentes com um novo projecto; esta nova fase da SRUP traz, nos anos 80 e 90 a ginástica desportiva, o ténis-de-mesa e o Andebol, assim como o futebol de salão, a ginástica de manutenção, o cicloturismo, o halterofilismo e o taekwondo, não esquecendo os tradicionais jogos de mesa (cartas e dominó) mas também o bilhar e o snooker. Esta força empreendedora na área desportiva duma colectividade de cultura e recreio do início do séc. XX culmina em meados dos anos 90 com um projecto ímpar no Concelho de Almada: o Basquetebol Feminino da SRUP.

Esta nova faceta da SRUP obriga a alterações estruturais na sede social; o antigo Salão de Festas, que antes tinha sido uma esplanada ao ar livre, foi transformado num funcional Pavilhão Gimnodesportivo de condições mais adequadas com a prática desportiva. Dá-se um novo “look” à sede social, transformando-a num espaço moderno e integrado. Esta obra teve o apoio imprescindível e incondicional da nossa autarquia, Câmara Municipal de Almada e Junta de Freguesia do Pragal.

Passam então pelo seu pavilhão desportivo meninas e mulheres que formam as equipas da União Pragalense, desde os escalões de formação até ao escalão maior passeando assim, de norte a sul do país e ilhas a virtualidade do basquetebol feminino almadense.

Mais recentemente, a SRUP é uma das associações fundadoras do Basket Almada Clube, um projecto singular no desporto Almadense na modalidade do Basquetebol. O projecto faliu à nascença mas, felizmente para a modalidade, o BAC mantém-se.

Além da promoção dos seus próprios projectos, a SRUP nunca rejeitou parcerias em projectos mais envolventes que, devido às suas características próprias, fomentassem o espírito solidário e de práticas saudáveis nas diversas áreas para as quais a Sociedade Recreativa União Pragalense foi criada; assim se enquadram os projectos em que a SRUP se envolveu desde os anos 90:
 
  ● Com a Associação Cultural Manuel da Fonseca na cedência das condições necessárias para que esta jovem associação pudesse pôr na avenida a sua Marcha Popular;
● Com a Comissão Coordenadora de Festas da Freguesia do Pragal na concepção da sua marcha popular juntamente com as outras associações que compunham esta comissão de festas: Núcleo cicloturismo das Torcatas, Associação de Moradores da Zona do Bairro do Matadouro, CCD Judo do Pragal, Associação Cultural Manuel da Fonseca, Comissão Local da COOP e Oficina de Teatro de Almada;
● Com a Junta de Freguesia do Pragal num projecto que possibilitou a prática da Educação Física pelos alunos da Escola do 1º ciclo do Ensino Básico n.º 1 do Pragal, promovendo também hábitos saudáveis de vida das nossas crianças;
● Com a Autarquia, Junta de Freguesia e Câmara Municipal no Projecto Alma Sénior, que envolveu a população mais idosa (idade superior a 60 anos) na prática da Educação Física.

Em 15 de Junho de 1999, como corolário dos seus 80 anos de actividade em prole da Comunidade em que está inserida e mais especificamente na área desportiva, a Cidade de Almada através da sua Autarquia atribui à nossa Colectividade a Medalha de Ouro de Mérito Desportivo. Com a atribuição deste galardão à Sociedade Recreativa União Pragalense é feito o reconhecimento público e mais uma vez é demonstrado que os valores Paz, Cultura, Democracia, Trabalho, Liberdade, Solidariedade com que se escreve Almada, se identificam e revêem nas gentes do Pragal.

Hoje com 90 anos, em pleno Séc. XXI, a Sociedade Recreativa União Pragalense continua jovem e com Projectos como testemunha:

  ● O trabalho realizado desde os anos 90 até aos dias de hoje em parceria ora com a Junta de Freguesia do Pragal, ora com a Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola do 1º Ciclo do Ensino Básico n.º 1 do Pragal, tanto a nível das actividades extra curriculares (hoje ditas actividades de enriquecimento curricular), como em actividades de tempos livres;
● O trabalho na Formação Pessoal (Cursos de Informática é um exemplo) dos seus associados, principalmente os menos novos, que procuram as “segundas oportunidades” mas que, para alguns, são ainda as primeiras;
● A parceria tripartida com a Câmara Municipal e Junta de Freguesia no Programa Alma Sénior. ) assim como de outras actividades ao ar livre, Passeios e cuidados específicos de controle da saúde, possibilitando assim, a manutenção de saudáveis hábitos e da qualidade de vida dos nossos pais e avós. Este é um dos projectos mais solidários dos últimos anos: Ginástica de Manutenção e Lazer para Seniores;
● O projecto em parceria entre a SRUP e o privado na área desportiva (Gym Number One) que proporcionará à SRUP a requalificação dos espaços ocupados pela nova prática e simultaneamente uma maior qualidade dos novos serviços postos ao dispor dos associados. Neste projecto foram criados uns espaços e renovados outros, mantendo ao dispor de todos os associados espaços qualificados principalmente ao nível da exigência duma sociedade competitiva dos dias de hoje.

A História da Sociedade Recreativa União Pragalense não se escreve em duas ou três páginas mas sim no dia a dia da vida deste nosso “projecto dinâmico e interactivo” que é a nossa SRUP; hoje com 90 anos continua fiel e vinculada na génese das ideias dos seus sócios fundadores.

Assim, podemos garantir aos associados da SRUP que este breve apontamento não pretende ser a história da Sociedade Recreativa União Pragalense que ainda está por escrever.